Adesso|Escola de Gastronomia

e Negócios

Unidade 1: Av. Goiás, 180, São Caetano do Sul, São Paulo, SP 

Unidade 2: Rua Chamantá, 1051, Mooca, São Paulo, SP

Tel: (11) 2801-6949

WhattsApp: (11) 96322-7535

 

Contato

 

Siga nos na rede social:

 

  • Facebook Classic
  • Instagram

© 2023 por Lingo. Orgulhosamente criado com Wix.com 

Intensivo

Chef Saudável e Funcional

Objetivo

O Curso Chef Saudável e Funcional Intensivo em 12 aulas de período integral. No curso o aluno vivencia como funciona a rotina de uma cozinha, os cuidados e manipulação de alimentos, os nutrientes adaptados de forma a suprir as necessidades nutricionais da dieta funcional e fit, guias alimentares, trazendo para a prática pratos elaborados e saudáveis, buscando um equilíbrio entre sofisticação, nutrição e simplicidade no preparo dos alimentos.

Público-alvo

Todos aqueles que têm interesse em adquirir ou aprofundar-se em conhecimentos na área da gastronomia saudável e funcional, sendo amadores ou profissionais, iniciantes ou não. Curso formatado para alunos de fora do estado de São Paulo ou que busca uma formação rápida.

Turmas

Mooca:

Início das aulas: 13/01/2020

Aulas de segunda a sábado no período integral das 9 horas até as 18 horas com intervalo de uma hora

Conteúdo 

Duração: 12 aulas em 2 semanas
Turmas: Janeiro/2020
Modalidade: Presencial
Idade Mínima: 16 anos

Incluso material didático, ingredientes e uniforme.

Requisitos para matrícula

​Atenção: A matrícula deve ser efetivada presencialmente ou em nosso site, na assinatura do contrato solicitamos que na ocasião nos apresente:​

  • Carteira de identidade (RG);

  • CPF;

  • Comprovante de residência;

  • Pagamento da primeira parcela do curso.

Certificado

Para a obtenção do Certificado de Conclusão do Curso com técnicas de Chef Saudável e Funcional Intensivo, estes terão que marcar presença em 75% das aulas em todos os módulos e media de nota acima de 6 pontos e estar com o curso devidamente quitado.

“Certificado emitido em conformidade com a lei nº. 9394/96, o Decreto nº. 5.154/04 e a Deliberação CEE 14/97″